logo-beeon-agencia-de-marketing-digital

Brand Marketing e Branding: o que é e como fazer

Por Aricia Faria 04/02/2021
Compartilhe

Atualizado 10/02/2023

 

Antes de aprofundarmos, pense sobre uma marca que você utiliza bastante. Agora, pense em suas características e nas razões que o levam a optar por ela. Notou que essa marca possui um valor para você? Pois é, e isso não é obra do acaso, é branding.

Como disse Walter Landor, responsável pelo branding da Coca-Cola e Levi’s: “Os produtos são feitos nas fábricas, mas marcas são feitas na mente”.


Prossiga na leitura e entenda melhor sobre o processo de Branding e qual sua importância para as empresas nos dias de hoje. 

 

O que é Brand marketing? 

Brand significa marca, ou seja, é a representação de como você é reconhecido no mercado e pelo cliente. Além da identidade visual, o brand apresenta todo o conceito que envolve a marca. 


O Brand Marketing é o planejamento estratégico envolvido para promover a marca, transmitir através das campanhas digitais ou presenciais os potenciais e valores do empreendimento ou produto para os clientes. 


É importante lembrar que a identidade é o primeiro pilar do Brand Marketing.

 

 

O que significa Branding?
Branding ou Branding Management é a estratégia de gestão de marca, que visa torná-la reconhecida pelo seu público e mercado. 


Consumidor direto ou indireto, parceiros, colaboradores, acionistas, fornecedores… O branding acontece quando todos os envolvidos com a marca percebem o seu valor e a procuram como solução de seus problemas.


Isso significa que, o branding é o que as pessoas dizem e pensam sobre a sua empresa. É um sistema de comunicação integrado, que deixa claro por que sua marca importa. Branding é criar uma atmosfera que fascine o consumidor e o faça lembrar da sua marca da maneira como você planejou.


A metodologia de branding precisa despertar as sensações corretas no cliente, para que, assim, ele se sinta conectado com a marca. Essa conexão é primordial para que o consumidor opte por sua empresa na hora de decisão da compra. Uma prova disto é a pesquisa realizada pelo Customer Thermomether , que nos diz que 65% dos consumidores compartilham estar emocionalmente conectados a uma marca. Isso traz como consequência, o sentimento de que a empresa se importa por pessoas como eles.


Motivos para usar fazer Branding

O sistema de comunicação de Branding deixa claro os motivos pelos quais os clientes optam em marcas que investem nessa estratégia. Citamos alguns:

. Aumento da confiança do público;

. Presença na mente do consumidor;

. Maior valor atrelado à marca;

. Fidelidade com o público.


Além disto, no ponto de vista empreendedor, o Branding ajuda na rentabilidade do negócio, pois:

. Produtos agregados dos valores da marca podem ser melhor cobrados;

. Empresas com valores de marca recebem mais e melhores investimentos;

. Empresas com valores de marca contratam melhores funcionários por menores investimentos de capital.


Se interessou pelos benefícios da Gestão de Marca? Siga conosco e aprenda como fazer Branding. 


Como fazer Branding?

Antes de tudo, é preciso que você registre a sua marca. Assim, você a protege contra plágios e permite que a sua empresa tenha como exclusividade o seu nome, produto, serviço, ou ainda, o logotipo.


Procure o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e faça o pedido que será examinado de acordo com a Lei 9.279/96 - Lei de Propriedade Industrial. Resumidamente, o INPI tem a responsabilidade de proteger a propriedade intelectual que for devidamente registrada.


Realizando este 1º passo, é hora de planejar a gestão de sua marca.


Muitas pessoas costumam pensar erroneamente que Branding é uma coisa só. Logotipo, Identidade Visual, Jingles, Valores, Missão etc, à parte, não são o branding. Contudo, essas práticas e tudo que compõe a marca e cria a sua personalidade, é sim uma gestão de marca.


Para fazer branding, é preciso criar valor além do produto e opiniões conscientes e inconscientes na cabeça do consumidor. Você pode fazer isso por meio das ações:

1- Construção de marca

Esta parte é obrigatória e precisa ser a 1ª na gestão de sua marca. A construção de marca é o passo inicial para que sua empresa se lance no mercado e ela é fator determinante para o comportamento de sua empresa posteriormente.


Veja agora quais são os elementos essenciais para construir a sua marca e que farão com que ela  se comunique e agregue valor a todos os seus envolvidos:

Identidade Visual

. Cores: criam sensações e despertam nossas memórias afetivas. Por isso, elas são grandes aliadas às marcas. Pense nas cores que fazem sentido para o seu negócio e aplique-as harmoniosamente na sua identidade visual. Acredite, as cores são capazes de qualificar o relacionamento em até 80%;


. Logo: é elemento gráfico que representa a marca e nos faz criar uma memória sobre ele. Pode ser empregado em mídias digitais, eletrônicas e materiais impressos;


Vejamos alguns logotipos famosos que nos despertam um reconhecimento imediato de marca:


Coca-cola

Ano de Fundação da Empresa: 1886

Ano Apresentação do Logo: 1886

Designer do Logo: Frank Mason Robinson (1886), Lippincott & Margulies (1969), Desgrippes Gobe & Associates, Turner Duckworth.

Fundador da Empresa: John Pemberton







Nike

Ano de Fundação da Empresa: 1964

Ano Apresentação do Logo: 1971

Designer do Logo: Carolyn Davidson (1971), Nike (1978, 1985, 1995)

Fundadores da Empresa: Bill Bowerman, Philip Knight





Apple

Ano de Fundação da Empresa: 1976

Ano Apresentação do Logo: 1976

Designers do Logo: Ronald Wayne (1976), Rob Janoff (1977), Landor Associates (1984), Apple (1998-2013)

Fundadores da Empresa: Steve Jobs, Steve Wozniak, Ronald Wayne


Mc Donald’s


Ano de Fundação da Empresa: 1940

Ano Apresentação do Logo: 1940

Designer do Logo: Jim Schindler

Fundadores da Empresa: Richard McDonald, Maurice McDonald



Levi’s

Ano de Fundação da Empresa: 1850

Ano Apresentação do Logo: 1890’s

Designer do Logo: Landor Associates (1969)

Fundador da Empresa: Levi Strauss


Google

Ano de Fundação da Empresa: 1998

Ano Apresentação do Logo: 1998

Designer do Logo: Sergey Brin (1997, 1998), Ruth Kedar (2000, 2010)

Fundadores da Empresa: Larry Page, Sergey Brin
 

. Tipografia: cumpre os mesmos objetivos de identificação do público e da sua percepção quanto à marca;


. Manual da marca: um guia que resume cores, fontes e formas de aplicação do logo permitidas em situações variadas.


Posicionamento

Branding e Posicionamento de Marca têm conceitos bem semelhantes, porém, não são a mesma coisa.
 

Branding é uma estratégia integrada, onde suas ações têm como o objetivo transmitir valores para o público interno e externo de uma marca.


Dentre as estratégias de Branding, está o posicionamento de marca. Que visa construir a imagem da empresa, com seus respectivos valores, junto a seu público.

Não é à toa que você associa a Coca-Cola à felicidade/diversão. Não é mero acaso você lembrar de Dove e pensar em empoderamento feminino. Não é fruto da sua imaginação achar que a Apple é uma marca de luxo, requinte e elegância.


A sua percepção em relação a essas grandes marcas hoje, é consequência de um estratégico posicionamento de marca. E para que a sua empresa se posicione com tamanha autoridade, você precisa então, entender o seu mercado e o que os seus consumidores precisam e querem.
 

Todos os movimentos da empresa precisam estar atrelados ao seu posicionamento. E para traçar um posicionamento de marca, é preciso levar em consideração:


. Valores: indicam o que é importante para a sua marca. Através deles que sua marca conseguirá gerar uma identificação com seu público-alvo;


. Tom de voz: define a maneira de abordar as pessoas. Descontraída, debochada, formal, simpática… Qual é a tonalidade de voz da sua marca?;


. Linguagem: permite ampliar a identificação do público por meio de expressões, neologismos, gírias etc.


. Canais: permitem uma comunicação mais próxima para com seu público. Por isso, esteja naqueles onde a sua audiência está;


. Conteúdo: assim como os canais, a escolha da mensagem também deve atender ao propósito e mensagem da marca.


2- Ponto de venda

O ponto de venda, ou o PVD, é o local onde o seu público tem contato com seus colaboradores, produtos e/ou serviços.


O ponto de venda pode ser físico ou não (um e-commerce é um exemplo).


O branding exige que você transmita em seu ponto comercial a mesma mensagem transmitida pela identidade visual. 


Proporcione um ambiente de vendas agradável e coerente com a sua marca. Capacite seus funcionários para que eles “falem a língua de empresa”; cuide da ambientação, se atente à estrutura e a aparência do local; certifique-se de que a identidade visual da marca esteja presente no ponto de venda e, por último, mas não menos importante, ofereça produtos e serviços que cumpram a promessa das divulgações.
 

3- Marketing de Conteúdo

É verdade que o Branding surgiu antes mesmo do Marketing de Conteúdo. Quando a internet não existia, as marcas se comunicavam com o público e expressavam o seu posicionamento por meio das mídias tradicionais (rádio, jornal, TV).


Com o avanço da tecnologia e o cenário transformado pelo Marketing Digital, o branding alcançou novas possibilidades. Possibilidades estas bem mais personalizadas, segmentadas e mais próximas dos consumidores.


Entre as diferentes estratégias do Marketing Digital que fortalecem o branding, está a proposta de conteúdo de valor. Ofertar um conteúdo relevante para o seu público tem sido a forma mais efetiva de envolvê-lo e construir uma imagem positiva em todo da marca.


No meio digital, é possível construir materiais para os consumidores por meio de textos em blog ou redes sociais, e-books, audiobooks, infográficos, webinários, enfim… Há diversos formatos para você promover o reconhecimento da marca - sempre pensando nos assuntos preferidos de suas personas.

4- Redes Sociais

Ah, as redes sociais! Você pode até pensar que esses canais são mais pessoais, usados entre amigos e familiares… Mas não se engane!


Cerca de 50% dos usuários seguem, ao menos, uma marca nas redes sociais. É nelas que muita gente consome conteúdo, pesquisa, compartilha, comenta e reclamam das empresas.


Um passo em falso, e sua marca é cancelada pelos internautas! E a repercussão desse cancelamento pode levar vários negócios à falência.


Diante disso, você tem alguns compromissos nas redes sociais:

. Estar presente nos canais de comunicação mais usados pela sua persona;

. Usar as publicações para reforçar sua identidade visual;

. Entregar conteúdo de valor, para que seus prospects percebam que sua marca se importa com eles e com suas necessidades;

. Interagir com a audiência e responder todos os comentários, positivos e negativos, com muita responsabilidade, empatia e profissionalismo.

5- Marketing de experiência

Se você deseja construir uma conexão forte com o público e conquistar admiradores, sua marca precisa oferecer mais que um produto ou serviço.


As pessoas gostam de dinamismo, de comprovação, de coisas diferentes, que despertam os sentimentos e provocam ações e pensamentos. As pessoas gostam de novas experiências.


O público é adepto às experiências da marca, desde que as estratégias venham acompanhadas dos 3V’s: verdade, vontade e valor.


O tradicional test drive em concessionárias de veículos é um bom exemplo de marketing de experiência.


Mas se você não vende carros, pode se inspirar em nestes cases de sucesso:

Sprite


A coca-cola é referência em marketing de experiência. A prova disso foi a promoção do refrigerante sprite nas praias cariocas.


A imagem fala por si só. Durante o forte verão RJ, diversos chuveiros foram instalados ao longo das praias. Os banhistas ganharam mais uma opção grátis para se refrescar e, por exibir a marca nos chuveirões, os frequentadores da praia puderam reconhecer qual empresa estava por trás da experiência refrescante que receberam. 


Supernova


Não precisa de muito para criar um marketing de experiência positivo. Atos simples, como oferecer um sonho para os clientes no Dia da Gentileza aproxima o público-alvo e o faz sentir-se querido pela empresa.


Essa ação foi feita pela Supernova, que aproveitou a data comemorativa para gerar uma boa experiência para os clientes.


Heineken

 O Heineken Experience foi planejado com o intuito de criar um espetáculo interativo para os consumidores e amantes de cerveja. Na fábrica de Amsterdam, a 1ª fábrica deu lugar a um museu interativo, com um tour que inclui degustação de cerveja, jogos, músicas e outras instalações sensoriais.


Samsung

Se a criançada já fica doida com o celular, imagine depois dessa experiência da Samsung. Com o intuito de mostrar a qualidade da resolução da sua nova TV 3D, a marca criou um balanço que simulava o formato do aparelho e transmitia às pessoas a sensação proporcionada pelo produto — imagens tão definidas que saltam da tela. Distribuído em diversas áreas recreativas, o brinquedo proporcionou uma experiência real para adultos e crianças, apesar da sua simplicidade.

6 - Endomarketing

No início deste blogpost, mencionamos que o branding envolve todas as pessoas que interagem com a marca. Tanto o público externo quanto interno da empresa.


De nada adianta criar um posicionamento de marca nos canais digitais se este não condiz com a cultura da sua empresa. E para isso precisamos de colaboradores que vistam a camisa da marca.


Entendemos como cultura empresarial, um conjunto de valores, hábitos e crenças compartilhados pelos integrantes de um negócio. O comportamento de cada colaborador interfere na tomada de decisão do cliente; portanto, ele deve ser o mais adequado possível à sua marca.
 

Uma das táticas para criar a cultura ideal no setor interno de um negócio, é aplicar a tática Employer Branding. Esta técnica ajuda a fortalecer a imagem de uma marca e atrair pessoas talentosas para preencher o quadro de colaboradores. 


Priorizar o employer branding e a experiência do time da empresa, é uma excelente forma de garantir uma equipe produtiva e de alta performance e reduzir a rotatividade de colaboradores; isto tem um impacto positivo na empresa como um todo.
 

A importância do employer branding também se estende às parcerias. Existem mais oportunidades quando até os fornecedores e outras empresas percebem que estão prestes a trabalhar para uma marca que tem um valor positivo para o mercado.


Branding e Marketing Digital

Atualmente, não dá para falar de branding e não incluí-lo no cenário digital. Afinal, a tecnologia, as plataformas digitais e suas ferramentas transformaram nosso jeito de comunicar e comprar.


Estamos hiperconectados, concorda? E devido a isso, o Branding tem mais força e possibilidades, ganhando até uma vertente mais moderna, o Digital Branding.


Digital Branding é a parte de gestão online da marca. É uma estratégia atrelada ao Marketing Digital, e lida com a construção de imagem e personalidade do negócio nos canais digitais. Em toda ação digital da sua marca, o seu posicionamento deve estar claro e alinhado em todas as mídias, com a mesma voz, a mesma proposta de valor.


 Os elementos que fazem parte do Branding Digital são:

. Identidade: Assim como o branding tradicional, o digital branding precisa transmitir uma personalidade. Conte história da marca, transmita seus propósitos e envolva as pessoas de forma autêntica;

. Visibilidade: Dizemos várias vezes: não basta estar online, é preciso ser encontrado. Para ser o para-raio de seu público na internet, marque presença por meio de práticas que estão à sua disposição, como: anúncios, e-mail marketing, SEO etc;
 

. Credibilidade: A reputação de sua marca, quem define é você. Construir credibilidade online, pode levar anos. Já destruí-la, basta segundos. Por isso, mantenha sempre transparência e autenticidade em suas publicações.


Digital Branding é uma comunidade conectada em torno da marca.
 

___________________________________________
Uhul, você chegou ao final do conteúdo!


Hoje aprendemos o conceito de Branding, como aplicar uma Gestão de Marca e a importância do Marketing Digital para que as marcas construam imagens positivas na internet.


Certamente, agora você está munido de conhecimento para realizar um bom trabalho de Branding. E se precisar de ajuda para conquistar clientes apaixonados pela internet, fale conosco e vamos juntos construir a personalidade de sua marca no mundo digital.

Veja Também

© 2016 - 2024BeeOn Marketing - Todos os direitos resevados. - Política de Privacidade