logo-beeon-agencia-de-marketing-digital

Marketing orgânico: como utilizar em sua estratégia digital

Por Beeon 02/02/2023
Compartilhe

O marketing orgânico não é uma estratégia nova, embora tenha se tornado mais popular com a chegada das estratégias digitais. Ele consiste em ações que ajudem a promover a sua marca, sem que você tenha que fazer anúncios para isso.

As relações públicas e a assessoria de imprensa são exemplos tradicionais do marketing orgânico, já que eles têm como princípio divulgar as ações da sua marca e colocá-la na mídia, sem que você tenha que fazer anúncios.

Com a chegada do marketing digital, o tráfego orgânico passou a se tornar um recurso extremamente valioso para as empresas. A ideia é exatamente a mesma: divulgar sua marca e se conectar com seus clientes e leads, sem ter que anunciar.

Quer entender melhor? Veja todas as dicas que separamos!

O que é marketing orgânico?

O marketing orgânico é todo aquele que visa divulgar o seu negócio sem que você tenha que fazer anúncios para isso. 

No universo digital, estamos falando de diferentes estratégias que facilitam as conversões, o tráfego e o crescimento da marca de maneira natural, especialmente por meio de conteúdos originais, úteis e atrativos.

Veja que não é porque você não paga anúncios, que o marketing orgânico não exige investimento. Pelo contrário, é preciso investir tempo, comprometimento e dinheiro na contratação de especialistas sobre o assunto, garantindo a exposição correta da sua marca para seus possíveis clientes.

Mídias orgânicas

São muitas as mídias que você pode usar na sua estratégia orgânica. Algumas das mais interessantes são:

  • Marketing de conteúdo;

  • SEO;

  • Relações Públicas;

  • Comunidade;

  • Viralização;

  • Redes Sociais;

  • Google Meu Negócio;

  • Entre outras.

Por que fazer marketing orgânico?

O marketing orgânico se apresenta de forma mais natural aos leads e, por isso, costuma ter resultados melhores. No universo digital, isso é muito visível.  Segundo dados do Cyberclic, 85% dos cliques de uma pesquisa estão nos links orgânicos.

Afinal, os usuários ainda têm a ideia de que, se determinado conteúdo atingiu a primeira página do Google, é porque ele é, realmente, relevante para o assunto pesquisado. Ao contrário dos anúncios, que não passam essa credibilidade tão forte.

Entre os benefícios do marketing orgânico estão:

  • Ganhos permanentes e crescentes para o seu site, atraindo tráfego qualificado continuamente;

  • Aumento da credibilidade e da reputação digital da sua empresa;

  • Aumento das vendas;

  • Melhor custo-benefício;

  • Uma estratégia orgânica de publicidade não tem prazo de validade, comparada com as campanhas pagas que têm prazo para iniciar e encerrar;

  • Melhora a construção do relacionamento entre a marca e os leads, aumentando a confiança deles.

Como fazer marketing orgânico?

Agora que você já entendeu o que é marketing orgânico, que tal conferir algumas dicas para começar a usá-lo na sua empresa?

A primeira dica não vem, exatamente, do marketing digital, mas do marketing geral: fortaleça o branding da sua marca.

É preciso que você conheça e entenda os diferenciais da sua marca e saiba como divulgá-los corretamente. A partir disso, poderá começar a colocar em prática as outras dicas que separamos. Confira.

Crie sua persona

É muito importante que você entenda quem deseja atrair para o seu site e redes sociais. Por isso, faça o desenho da sua persona (ou personas, dependendo das características da sua empresa).

A persona é um perfil semi-fictício que representa o cliente ideal do seu negócio. Se a sua empresa trabalha com muitos tipos de produtos ou serviços, você pode ter diferentes personas.

É importante usar dados reais para criá-la. Por exemplo, pensando em faixa etária, renda mensal média, linguagem, mídias sociais e meios de comunicação que mais usa, receios que impedem a compra, problemas que seus produtos/serviços resolvem, entre outros.

Entenda a jornada de venda

Nem todas as pessoas que pesquisam no Google por palavras-chaves relevantes para o seu negócio estão na mesma etapa de compra. Algumas estão apenas na fase inicial, querendo entender mais sobre o assunto, enquanto outras já estão comparando os negócios para fechar a compra.

Crie um funil de vendas e mapeie a jornada de compra dos seus clientes. Entenda o que eles fazem antes de comprar o que você vende. Quanto tempo leva até a fase de decisão, os meios que usam, onde tiram suas dúvidas, se acessam suas redes sociais e leem conteúdos do seu blog, entre outros.

Mapeie as palavras-chaves

Agora que você já compreende mais a fundo quem deseja atrair para o seu negócio, é hora de começar a colocar a “mão na massa”. O primeiro passo é mapear as palavras-chaves relevantes para o seu setor e distribuí-las ao longo do funil de vendas.

Por exemplo, se você tem um pet shop em Belo Horizonte, a expressão “pet shop em BH” indica que a pessoa já está na fase de decisão, procurando por empresas próximas a ela. Já se ela pesquisar “benefícios do banho em cães” ou “quando tosar meu cachorro”, ainda pode estar nas fases iniciais do funil.

Invista em uma estratégia de marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é um dos principais aliados do tráfego orgânico. Ele consiste em criar conteúdos úteis, ricos e interessantes para os leads. Ao mapear as palavras-chaves e dividi-las no funil de vendas, você já poderá começar a criar seu cronograma de conteúdos.

É possível pensar em blog posts, posts para as redes sociais, vídeos para o canal do YouTube, vídeos curtos para reels e TikTok e assim por diante.

Lembre-se, sempre, de focar na sua persona. Use as características que você pesquisou para que seu conteúdo seja relevante a esse público, com uma linguagem próxima e com informação rica. Mais do que vender, a meta é informar e criar relacionamento, apresentando a sua marca como uma “amiga”.

Use técnicas de SEO


Para que os conteúdos criados sejam encontrados pelos leads, eles precisam ficar bem posicionados. Por isso, as técnicas de SEO são tão importantes. Elas garantem que o bom conteúdo produzido ficará nas primeiras posições do Google, atraindo o tráfego orgânico.

Você pode usar estratégias de SEO on page, ou seja, para otimizar seus conteúdos, e off page, especialmente com ações de link building. 

Como você viu, o marketing orgânico é uma excelente maneira de posicionar sua marca na mente dos consumidores como uma “autoridade do assunto”, gerando mais confiança e melhorando o relacionamento com os leads, além de atrair novos usuários para conhecer seu negócio.

Gostou dessas dicas? Quer começar uma estratégia de marketing orgânico mas não sabe como? Os especialistas da BeeOn podem te ajudar. Entre em contato!

Veja Também

© 2016 - 2024BeeOn Marketing - Todos os direitos resevados. - Política de Privacidade