O que é Google Analytics?

Por BeeOn 21/01/2021
Compartilhe

Para saber se as suas estratégias digitais estão trazendo o resultado esperado, é fundamental escolher bem as ferramentas a serem usadas. E uma das mais importantes é o Google Analytics.

Ele funciona de maneira integrada com outros serviços do Google, como o Google Adwords (anúncios no Google) e ainda permite monitorar pontos essenciais, como: páginas mais acessadas, perfil dos usuários que acessam seu site, conversões etc. Siga conosco e entenda melhor!

Para que serve o Google Analytics?

O Google Analytics é uma ferramenta de monitoramento que pode ser instalada em qualquer site, blog ou loja virtual.  Ele serve para analisar e entender o fluxo de pessoas que visitam o seu site e o perfil de comportamento dessas pessoas.

Para isso, o Google Analytics emite uma série de relatórios diários, semanais ou mensais com dados importantes sobre as pessoas que acessam o seu site, como as páginas mais visitadas, os dispositivos usados para acessar seu site, o perfil dessas pessoas, a origem do tráfego (ou seja, de onde essas pessoas são), o desempenho da sua loja virtual, as mídias sociais que trazem mais tráfego e as campanhas de marketing com melhores resultados.

Assim, podemos entender que o Google Analytics é uma ferramenta indispensável para quem deseja otimizar os resultados das suas campanhas de marketing digital, pois oferece uma visão precisa sobre todos os pontos de interesse do seu site, permitindo desenvolver ações para potencializar os resultados.

Motivos para usar o Analytics

Ainda não está convencido de que usar o Google Analytics no seu site é importante? Veja alguns bons motivos para rever esse conceito:

. você conseguirá entender e definir o melhor horário para as suas ações, baseado no comportamento de acesso dos usuários;

. é possível descobrir as causas para o abandono do seu site, fundamental para quem vende, descobrindo o que está impactando essa rejeição dos usuários;

. compreender de quais dispositivos os usuários acessam o seu site e pensar em formas de melhorar a experiência dessas pessoas;

. avaliar periodicamente como estão suas estratégias, o retorno que elas têm trazido, se os custos estão muito elevados e o que pode ser feito para melhorar os resultados;

. possibilidade de integração com o Google Adwords, ideal para quem já realiza anúncios na plataforma.

Como usar o Google Analytics no site?

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita e simples de usar. A instalação é fácil, basta você criar uma conta básica.

Para isso, acesse o site do Analytics e selecione a opção “criar conta” (que fica no canto superior direito da página). Depois, insira a sua conta de e-mail do Gmail. Em seguida, clique em “inscrever-se” e preencha os dados solicitados.

Essas informações são referentes ao domínio a ser monitorado. Você deverá:

. escolher entre acompanhar um site ou um aplicativo de celular;

. incluir nome da conta, nome do website, URL do website, categoria do setor e fuso horário;

. realizar a configuração do compartilhamento de dados, permitindo que seus dados sejam analisados pelo time de especialistas do Google.

Com uma mesma conta no Google Analytics, você consegue analisar múltiplos sites ao mesmo tempo. Porém, cada conta do Google permite ter apenas UMA conta no Analytics.

Após aceitar os termos, você será redirecionado para uma página com todos os tipos de códigos para instalação – são estes códigos que você deverá inserir no seu site para começar a usar o Analytics.

Instalação

Antes de instalar o código, é importante que você tenha permissão para editar seu site, tanto na parte de código, como no acesso ao WordPress. Se você não tiver, terá que entrar em contato com a sua equipe de TI.

Para fazer a instalação direta, vá até a página do Analytics e copie o código de “acompanhamento de website”. Na sequência, faça login no seu WordPress ou abra o código HTML do seu site e insira o código copiado no topo do seu site, antes do código </head> no HTML.

Outra possibilidade é instalar plug-ins que fazem o processo. Mas para isso é preciso trabalhar em WordPress. Algumas opções são:  Insert Headers and Footers e Google Analyticator.

Quais as principais métricas para acompanhar no Google Analytics?

Para que você consiga aproveitar ao máximo a ferramenta, é muito importante entender bem a que se relaciona cada métrica. 

Vamos ver em detalhes as fundamentais para a maioria das estratégias (lembrando que essas são dicas gerais, e podem existir métricas mais ou menos interessantes, dependendo dos seus objetivos).

Para acessar as métricas, abra a aba “público-alvo” e clique em “visão geral”.

Visitas ou Sessão

Mostra o número total de visitas que seu site obteve no período analisado. Caso não escolha um período específico, a configuração básica do Google mostrará os dados dos últimos 30 dias.

No gráfico, você terá um detalhamento da variação do tráfego, número de pessoas que estão acessando seu site e a quantidade total de visitantes em todas as suas páginas.

Usuários ou Visitantes Únicos

Mostra o número total de pessoas que entraram no seu site apenas uma vez em um determinado período de tempo.

Assim, por exemplo, se um usuário acessar o seu site uma vez hoje e uma vez ontem, ele será considerado um visitante único para cada dia. Porém, na análise do relatório mensal, a visita será considerada recorrente.

Essa métrica indica o quanto o seu público tem se tornado fiel ao seu site.

Páginas por visita

É a métrica que mostra a média do número de páginas que um visitante acessou no seu site. Quanto mais páginas visitadas e mais tempo o usuário ficar navegando no seu site, menor será a sua taxa de rejeição (sobre a qual falaremos no próximo tópico).

Duração média da sessão

Indica o tempo gasto por um usuário no seu site. Se um visitante, por exemplo, gosta de um artigo mais longo do seu site, ele permanecerá mais tempo na sua página, com uma duração média mais alta.

Fontes de aquisição

É um dos relatórios mais importantes do Analytics porque mostra os canais que têm gerado maior tráfego para o seu site, permitindo avaliar periodicamente suas estratégias, investindo nos canais que trazem melhor retorno.

A parte de busca orgânica revela quantas pessoas encontraram seu site por meio de mecanismos de busca, como o Google. Já a parte social indica quantas pessoas acessaram seu domínio por meio das mídias sociais, como Facebook, Instagram etc.

Além dessas, o relatório também indica o número de visitantes trazidos por meio de e-mail marketing, visitas diretas (ou seja, pessoas que digitaram o seu link no navegador) e referências (pessoas que vieram até o seu site devido a links presentes em outros domínios).

O que é a taxa de rejeição no Google Analytics?

A taxa de rejeição é uma métrica extremamente importante, porém nem sempre muito bem compreendida. Quando falamos em rejeição, muitas pessoas imaginam que a taxa mede o número de usuários que abandonaram o seu site.

E não é bem assim. Na verdade, ela mostra a porcentagem de visitantes que saem do seu site após terem visto apenas uma página.

Em geral, é uma taxa mais alta nos blogs, pois o usuário costuma acessar para ler apenas um post e depois deixa o site em seguida. Para reduzir isso, é fundamental criar estratégias que “prendam” o leitor, fazendo com que ele sinta vontade de continuar lendo mais conteúdos.

As estratégias de links ao longo do artigo são boas ideias, porque o usuário poderá complementar o assunto acessando outros artigos que você já escreveu. Assim como boas call-to-action.

Como definir metas?

Uma alternativa muito interessante que o Google Analytics oferece é a possibilidade de você definir metas (goals). Para cada objetivo, você poderá definir uma meta e depois analisar insights importantes para suas estratégias.

As metas do Analytics são configuradas no nível de Vista de Propriedade e podem ser aplicadas a páginas ou telas específicas que os usuários visitam, quantas páginas ou telas os usuários visitam em uma sessão, quanto tempo permanecem no seu site e os eventos que acionam quando estão navegando.

Você poderá adicionar um valor monetário a cada meta – e assim conseguir enxergar melhor o quanto essa conversão vale para a sua empresa.

Quando um visitante realiza uma ação que você definiu como meta, o Analytics registrará isso como uma conversão. Há possibilidade de criar 5 conversões diferentes, que são:

1 - destino: o usuário abre uma página;

2 - duração: o tempo que um usuário passa no seu site;

3 - páginas por sessão: quantas páginas um usuário abrirá em uma única sessão;

4 - eventos: quando um evento é disparado, por exemplo o clique em um botão de CTA.

Para as lojas virtuais, há um modelo específico que ajuda a acompanhar os resultados. Dessa forma, o Analytics consegue calcular as métricas de receita e de ROI das compras realizadas no seu e-commerce.

Conclusão

Neste conteúdo, você aprendeu que o Google Analytics é uma ferramenta muito importante para acompanhar os resultados trazidos pelo seu site, e-commerce ou aplicativo. Contudo, para que ela realmente traga os benefícios esperados, é de suma importância ter uma estratégia bem delineada e de acordo com seu público e objetivos.

Por isso, a consultoria de marketing é uma excelente recomendação, ajudando a aumentar o desempenho das suas campanhas de marketing digital, com resultados reais para a sua empresa. 

Agora você já sabe tudo sobre o Google Analytics? Curta a nossa página no Facebook e receba mais dicas bacanas como esta!

Veja Também

GESTÃO DE REDES SOCIAIS
27/08/2020 - Como estão as métricas do seu negócio?
GESTÃO DE REDES SOCIAIS
29/04/2021 - WhatsApp Ads: o que é e como funciona o anúncio na rede de mensagens?
MARKETING DIGITAL
23/02/2018 - Uma Agência de Marketing Completa
MARKETING DIGITAL
15/03/2018 - Marketing Digital Funciona? Se o seu segmento for este sim!
MARKETING DIGITAL
15/05/2019 - Semana do MEI - Micro Empreendedor Individual
MARKETING DIGITAL
19/09/2019 - Marketing interno ou contratar uma agência de marketing?
MARKETING DIGITAL
20/11/2019 - Marketing Médico: O que pode ou não ser feito?
MARKETING DIGITAL
04/02/2020 - O preço de NÃO investir em Marketing Digital
MARKETING DIGITAL
13/01/2020 - Profissões emergentes no Brasil em 2020 - Agência de Marketing é um dos principais segmentos com diversas oportunidades
MARKETING DIGITAL
09/03/2020 - Marketing Digital para Negócios Locais
MARKETING DIGITAL
09/04/2020 - O que é a Telemedicina no Brasil?
MARKETING DIGITAL
30/04/2020 - A importância da presença digital para seu negócio na crise
MARKETING DIGITAL
08/05/2020 - Atualizações no Marketing Digital para os dentistas
MARKETING DIGITAL
19/05/2020 - Novos públicos em tempos de coronavírus
MARKETING DIGITAL
02/06/2020 - 4 estratégias pra começar as vendas on-line
MARKETING DIGITAL
30/06/2020 - De que adianta ter um bom produto se ninguém o conhece?
MARKETING DIGITAL
13/07/2020 - Passos para fidelizar o seu cliente com o delivery
MARKETING DIGITAL
24/07/2020 - O que a automação de marketing pode fazer pelo seu negócio?
MARKETING DIGITAL
28/07/2020 - Dia dos Pais: dicas para vender mais.
MARKETING DIGITAL
25/08/2020 - 5 pilares do engajamento.
MARKETING DIGITAL
11/09/2020 - 4 estratégias de aplicação do marketing digital no setor odontológico.
MARKETING DIGITAL
14/09/2020 - 7 dicas para ter uma identidade visual consistente.
MARKETING DIGITAL
01/01/2020 - Agência de Marketing Digital em Passos
MARKETING DIGITAL
16/09/2020 - Marketing digital para negócios B2B: como chamar a atenção de outras empresas na internet?
MARKETING DIGITAL
02/10/2020 - Como vender mais e melhor? Dicas essenciais para colocar em prática!
MARKETING DIGITAL
22/10/2020 - Marketing de Conteúdo para Dentistas: como fazer?
MARKETING DIGITAL
03/11/2020 - Black Friday 2020 - Sua Empresa está Preparada?
MARKETING DIGITAL
09/11/2020 - LGPD: o que muda no marketing digital?
MARKETING DIGITAL
12/11/2020 - A evolução do Marketing Digital
MARKETING DIGITAL
01/12/2020 - BeeOn conquista 2º lugar em prêmio da RD Station
MARKETING DIGITAL
17/12/2020 - O que é Google Meu Negócio?
MARKETING DIGITAL
18/12/2020 - Melhores livros de finanças empresariais
MARKETING DIGITAL
21/12/2020 - As 5 estratégias de marketing mais usadas em 2020.
MARKETING DIGITAL
14/01/2021 - Qual é o objetivo do marketing de relacionamento?
MARKETING DIGITAL
28/01/2021 - Quais as principais datas comemorativas do Brasil?
MARKETING DIGITAL
04/02/2021 - O que é branding?
MARKETING DIGITAL
02/04/2021 - Como utilizar o logo na sua campanha de marketing?
MARKETING DIGITAL
25/05/2021 - Como trabalhar com o Google Adsense?
MARKETING DIGITAL
03/06/2021 - O que é Active Campaign?
MARKETING DIGITAL
18/06/2021 - Pinterest Ads: um passo a passo de como anunciar na plataforma
MARKETING DIGITAL
06/07/2021 - Telegram: Saiba como utilizar na sua estratégia digital
MARKETING DIGITAL
13/07/2021 - O que é CRM e por que seu negócio precisa dele?
MARKETING DIGITAL
20/07/2021 - Marketing de conteúdo para MEI: tudo o que você precisa saber!
MARKETING DIGITAL
24/08/2021 - 8 cursos de marketing digital gratuitos
MARKETING DIGITAL
06/09/2021 - Google Business: para que serve e como utilizá-lo?
MARKETING DIGITAL
21/09/2021 - Gestor de tráfego: o que ele faz e por que é importante?
MARKETING DIGITAL
18/10/2021 - O que colocar em um FAQ?
SEO
19/03/2018 - Meu site não aparece no Google. O que fazer?
SEO
10/06/2021 - O que é SEO em marketing digital?
SEO
03/08/2021 - SEM: o que é e como aplicar na sua empresa?
REDES SOCIAIS
06/03/2018 - Facebook ou Instagram? Qual o melhor para a minha empresa?
REDES SOCIAIS
30/04/2019 - Adeus Curtidas!
REDES SOCIAIS
12/02/2020 - Facebook ou Instagram - Qual a melhor para a sua empresa?
REDES SOCIAIS
19/08/2020 - Como o Marketing de Influência pode impactar as suas vendas?
REDES SOCIAIS
06/02/2021 - O que é a Clubhouse e como conseguir um convite?
REDES SOCIAIS
11/02/2021 - Por que impulsionar no Instagram?
REDES SOCIAIS
24/02/2021 - Gerenciamento de redes sociais: guia completo para a sua empresa
REDES SOCIAIS
31/08/2021 - Destaques Instagram: como fazer para sua empresa?
FACEBOOK
28/02/2018 - Facebook para Empresas: Por onde começar?
INBOUND MARKETING
15/08/2019 - Inbound Marketing, tudo sobre a técnica que atrai clientes!
INBOUND MARKETING
26/08/2019 - BeeOn é Silver no RD Station
INBOUND MARKETING
17/07/2020 - Ainda vale a pena ter um blog?
INBOUND MARKETING
31/08/2020 - Marketing de Conteúdo no Blog: 3 estratégias para trazer novos clientes.
INBOUND MARKETING
08/09/2020 - Inbound Sales: a estratégia de vendas para atrair o cliente certo.
INBOUND MARKETING
10/09/2020 - Inbound Marketing é pro seu negócio?
INBOUND MARKETING
09/12/2020 - A BeeOn agora é Gold Partner da RD Station
INBOUND MARKETING
12/02/2021 - O funil de vendas da sua loja virtual está otimizado?
INBOUND MARKETING
11/06/2021 - 4 ferramentas de Inbound Marketing para implementar em suas estratégias
INBOUND MARKETING
11/10/2021 - Como fazer uma pesquisa de satisfação do cliente?
E-COMMERCE
30/10/2019 - Marketing 4.0 para e-commerces.
E-COMMERCE
28/02/2020 - Tendências para as lojas virtuais em 2020
E-COMMERCE
16/03/2020 - 5 principais indicadores de uma loja virtual
E-COMMERCE
20/07/2020 - 5 ações para fortalecer sua loja virtual
E-COMMERCE
05/08/2020 - Google oferece até 100 mil lojas virtuais de graça no Brasil
E-COMMERCE
16/10/2020 - Como evitar o abandono de carrinho no seu e-commerce?
E-COMMERCE
26/11/2020 - Criação de site profissional: 8 itens para considerar.
E-COMMERCE
26/02/2021 - Como criar link do WhatsApp para o seu e-commerce?
E-COMMERCE
23/03/2021 - 10 plataformas para criar sua loja virtual
E-COMMERCE
24/03/2021 - Teste agora a velocidade do seu site: 5 ferramentas gratuitas
E-COMMERCE
30/03/2021 - Por que meu site não aparece no Google? Erros que prejudicam sua visibilidade!
E-COMMERCE
01/04/2021 - O que é preciso para montar um e-commerce?
E-COMMERCE
06/04/2021 - Dicas para automatizar e otimizar processos de e-commerce
E-COMMERCE
08/04/2021 - Qual é o custo para abrir uma loja virtual?
E-COMMERCE
30/04/2021 - O que é a Tray? Como ela pode ajudar seu e-commerce a vender mais!
E-COMMERCE
27/07/2021 - Omnicanal no e-commerce: saiba como aplicar no seu negócio
E-COMMERCE
14/09/2021 - Pop up: o que é e como utilizar no seu e-commerce?
© 2019 - BeeOn Marketing - Todos os direitos resevados.