logo-beeon-agencia-de-marketing-digital

Teste agora a velocidade do seu site: 5 ferramentas gratuitas

Por BeeOn 24/03/2021
Compartilhe

Se você tem uma loja virtual e deseja aumentar as vendas dela, melhorar a velocidade do site faz toda diferença. E para quem tem um site de empresa e precisa aumentar o tráfego e, com isso, fechar mais negócios, a velocidade também é uma aliada importante.

Para lhe ajudar, montamos este conteúdo completo com todas as orientações sobre velocidade do site – e separamos ótimas ferramentas gratuitas para você testar como anda a questão no seu domínio. Siga conosco!

Qual a importância da velocidade do site?

A velocidade do site refere-se ao tempo de carregamento de uma página na internet, considerando o tempo total para que a página seja exibida completamente em um desktop ou em um dispositivo móvel.

Já faz algum tempo que a velocidade de carregamento é considerada como um dos fatores de ranqueamento no Google. Ou seja, se o seu site carrega mais rápido que os dos seus concorrentes, quando um potencial cliente fizer uma pesquisa para palavras-chaves do seu setor, você poderá aparecer na frente deles.

Um levantamento realizado pela Backlinko mostrou, ainda, que os sites com velocidade de carregamento baixa são penalizados pelo Google.

Além de tudo isso, um site que demora para carregar, é claro, influencia totalmente na experiência do usuário. De acordo com uma pesquisa realizada pelo próprio Google, em 2018, 53% dos usuários de dispositivos móveis abandonam um site quando ele leva mais do que 3 segundos para carregar.

Qual a velocidade do meu site? Teste com essas 5 ferramentas

Agora que você já viu como a velocidade do site é importante, que tal testar o seu e descobrir se está na hora de fazer ajustes nessa parte? Separamos algumas ferramentas gratuitas que podem lhe ajudar.

1) Think with Google

Nossa primeira dica é usar a própria ferramenta do Google para testar o seu site. Basta digitar o endereço do seu site que a ferramenta trará um relatório completo, indicando qual é a velocidade do seu site para uma conexão 4G e 3G e lhe dará dicas de como otimizar esse tempo.

Outra ferramenta do Google gratuita é o Page Speed Insight. Ela analisa tanto a velocidade mobile quanto em desktops e cria um relatório com nota de 0 a 100 para o seu site.

A informação também é trazida por meio de cores. Em vermelho estão os sites lentos, com notas de 0 a 49, em amarelo, os sites com velocidade média, com notas de 50 a 89 e em verde, os sites rápidos, com notas de 90 a 100.

O diagnóstico ajuda a compreender o que está errado e pode ser melhorado, como política de cache, tempo de execução do JavaScript, configurações de imagens etc.

2) Pingdom Tools

Com a ferramenta Pingdom, você consegue testar a velocidade do seu site gratuitamente, bastando apenas digitar o endereço e indicar para qual área o teste é válido (no caso Brasil, para sites brasileiros).

O Pingdom retorna indicando o grau de desempenho do seu site, o tamanho da página, o tempo de carregamento e várias outras informações, como análise detalhada das páginas, segmentação por tipo de conteúdo etc.

3) GT Metrix

Outra excelente ferramenta de análise gratuita é a GT Metrix. Ele utiliza 27 critérios para medir a velocidade do site e gerar a sua nota de classificação. Em cada critério, você consegue visualizar o que precisa de otimização e é possível visualizar as requisições individualmente.

4) Web Page Test

Com o Web Page Test, você define o local de origem do teste e também o tipo de navegador. Os testes realizados sempre consideram o seu local de origem e onde está o servidor físico.

Então se você está no Brasil testando a velocidade de um site nos Estados Unidos, é possível que a sua velocidade de carregamento seja menor do que de alguém acessando o domínio diretamente em solo americano.

Por isso, antes de começar o teste, altere a localidade de origem e depois indique a URL do site que você deseja testar.

Os resultados apresentados são bastante completos, incluindo conteúdo, desempenho e domínios (com um carregamento do conteúdo detalhado por domínio), além de oferecer uma visão sobre a compactação do conteúdo e o uso do cache pelo site.

Embora seja uma ferramenta gratuita, o Web Page Test conta com um relatório avançado e pago com gráficos em cascata sobre o carregamento de recursos e verificações de otimização, além de inúmeras sugestões de melhorias.

5) Web Page Analyzer

Da mesma maneira que as demais ferramentas, o Web Page Analyzer calcula o tamanho da página, elementos e a velocidade de carregamento. O resultado é exibido em formato de tabelas, com diferentes informações.

Ao final da página, você pode acessar o tópico “Analysis and Recommentations” com comentários sobre recomendações de melhoria que envolvem itens como imagens, HTML, scripts etc.

Como melhorar a velocidade do meu site?

Depois de fazer os testes, você percebeu que a velocidade do seu site está baixa? O primeiro ponto é analisar os próprios relatórios trazidos, que já contam com dicas importantes que devem ser aplicadas para otimizar a velocidade de carregamento.

De forma geral, existem algumas boas práticas que você pode adotar. Veja quais são elas.

Comprimir imagens

As imagens costumam ocupar de 50 a 90% do tamanho de um site. E isso, claro, significa impacto na velocidade de carregamento.

Hoje é possível encontrar uma série de ferramentas de compactação sem perdas ou que apenas reduzem a qualidade da imagem a um ponto praticamente imperceptível.

Algumas sugestões de ferramentas que você pode usar para isso são: WP Smush (para quem trabalha com WordPress), Caesium e Mass Image Compressor.

Limpar e comprimir o código

Isso significa limpar os códigos “inchados” que você tem na sua página, como HTML, CSS, JavaScript e outros. Muitos desses códigos extras podem ser de recursos que você nem tem mais no seu site.

De forma geral, quanto mais limpo for o seu código, mais rápido será o carregamento dele. Depois, você pode usar uma ferramenta para compactar o seu código.

Atualizar a hospedagem

Mesmo que você siga os demais passos, se você usa uma hospedagem gratuita ou muito “baratinha” e compartilha o seu servidor com inúmeros outros sites, certamente a sua velocidade de carregamento será baixa.

Então, se a ideia é melhorar a velocidade do site, é preciso atualizar para um servidor dedicado ou um host premium.

Ativar cache do navegador

Dessa forma, os usuários poderão armazenar partes da sua página no cache do navegador e quando visitarem seu site novamente, ele carregará de forma mais rápida.

Infelizmente, isso não auxilia na velocidade de carregamento para os usuários que visitam seu site pela primeira vez – mas é ótimo para melhorar a experiência de visitantes recorrentes.

Para isso, configure o cache do navegador no arquivo .htaccess ou use um plugin do WordPress.

Implementar um CDN

CDN é a sigla para Content Delivery Network. Ele funciona descobrindo onde o seu visitante está fisicamente localizado e, em seguida, disponibilizando recursos do seu site a partir de um servidor próximo fisicamente.

Além de todas essas dicas, claro, contar com um bom desenvolvedor WEB e um analista de SEO são fundamentais para melhorar a velocidade do site e também a experiência dos usuários, ajudando nos resultados.

Gostou das nossas dicas? Está precisando melhorar a velocidade do seu site? Entre em contato conosco e saiba como nossas equipes de especialistas podem lhe ajudar!

Veja Também

© 2016 - 2024BeeOn Marketing - Todos os direitos resevados. - Política de Privacidade